quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Falta de recursos afeta o Carnaval de Votorantim

Jornal Cruzeiro do Sul



No ano passado, as escolas de Sorocaba desfilaram em Votorantim - ALDO V. SILVA / ARQUIVO JCS

As dificuldades financeiras também afetarão o Carnaval de Votorantim, que terá neste ano uma edição bem mais enxuta em relação aos eventos realizados em anos anteriores. A Prefeitura alega que não há recurso público disponível para o tradicional desfile de Carnaval e que o município pretende realizar uma festa modesta para não deixar a data passar em branco. O presidente da Escola de Samba Unidos da Vila, a única de Votorantim, Kaká Lorrane, disse que ainda não foi comunicado oficialmente da decisão do prefeito Fernando Oliveira (DEM) e que terá amanhã uma reunião com o secretário da Cultura, Edson Cortez. Segundo a Secretaria de Cultura, Turismo e Lazer, foram gastos em média R$ 300 mil por ano nos carnavais de 2014 a 2016.

De acordo com nota enviada pela assessoria de imprensa, o prefeito Fernando Oliveira afirma que a decisão foi tomada em função "da crise financeira que impacta diretamente na arrecadação dos municípios brasileiros e por motivo de contenção de despesas, o município informa que não há recurso disponível para o desfile do Carnaval de rua deste ano". A nota diz também que a intenção do poder público é realizar um trabalho de estímulo à participação popular, com ações para comemorar o Carnaval no centro e nos bairros. A Secretaria de Cultura, por sua vez, informa que o planejamento de todas as ações do Carnaval 2017 deverá estar pronto em até 10 dias.

A Prefeitura de Votorantim justificou que as poucas despesas -- que eventualmente sejam feitas -- terão o objetivo de incentivar a escola de samba da cidade, os blocos e as famílias a ocuparem os espaços públicos para que não deixem de resgatar esta tradicional manifestação popular.

O presidente da Escola de Samba Unidos da Vila, Kaká Lorrane, disse que irá lutar para que o desfile de Carnaval ocorra na cidade. "A festa do Carnaval é bastante tradicional em Votorantim e atrai pessoas de outras cidades, como Sorocaba. Então, não podemos deixar essa cultura morrer", afirma. Segundo ele, a escola de samba, que possui cerca de 215 integrantes, faria este ano o quinto desfile de Carnaval em Votorantim. "A escola sempre contou com o apoio da Prefeitura para que o desfile de rua ocorra. E sem esse apoio ainda não sei o que iremos fazer. Espero que na reunião com o secretário possamos encontrar alguma alternativa para contornar essa situação", disse Lorrane.

A Prefeitura, contudo, garante que os dois únicos eventos que terão apoio financeiro municipal este ano serão a tradicional Festa Junina de Votorantim e a Copa Brasil de Futebol Infantil (Copinha).


Folia votorantinense foi destaque regional

O Carnaval de Votorantim já foi considerado um dos maiores eventos da região com o projeto Praçambar, que promovia shows com sambistas de renome nacional na Praça de Eventos Lecy de Campos. Além disso, a cidade sempre realizou o tradicional desfile das escolas de samba, apresentação de blocos carnavalescos e diversas ações nos bairros, inclusive com trios elétricos.

Em 2007, o Praçambar chegou a reunir cerca de 80 mil foliões. Mas, nos últimos anos, a programação ficou mais enxuta em função da contenção de despesas. Em 2016, sem grandes apresentações e shows, o desfile das escolas de samba foi realizado com uma pequena estrutura e a praça de eventos contou apenas com apresentações de shows sem custo para o poder público. Pelo menos quatro escolas de samba de Sorocaba desfilaram em Votorantim no ano passado.

Em 2014 e 2015, Votorantim também teve o desfile de rua com escolas de samba da cidade e da região, além de outras atividades nos bairros e na praça de eventos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Ouça a Rádio Cultura Votorantim