terça-feira, 14 de março de 2017

Votorantim ficará sem transporte público na manhã desta quarta

Gazeta de Votorantim

A paralisação acontece das 5h às 8h

A cidade de Votorantim amanhecerá nesta quarta-feira (15) com apenas 30% da frota de transporte urbano, intermunicipal, rodoviário e transporte de cargas, em funcionamento, a paralisação que afetará outras cidades da região acontece das 5h às 8h. Além de reivindicação salarial o protesto faz parte de ato contra reformas da Previdência Social do governo Michel Temer (PMDB), que pretende definir a idade mínima de 65 anos para aposentadoria, além de propor medidas que devem reduzir o valor dos benefícios.

A medida que foi anunciada na última sexta-feira (10) faz parte da campanha salarial do Sindicato dos Trabalhadores de Transporte de Sorocaba e Região que representa mais de 10 mil trabalhadores entre motoristas, agentes de bordo, ajudante de motorista e funções de apoio. As negociações com o setor patronal começarão após as pautas de reivindicações serem protocoladas nas empresas e no Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), o que deve acontecer até o dia 31 de março.

A data-base da categoria é 1º de maio, portanto a porcentagem exata da reposição da inflação só será conhecida após o fechamento da medição do mês de abril. Neste ano, conforme aprovado nas assembleias, a reposição da inflação reivindicada será a média de quatro índices de inflação: INPC/IBGE (Índice Nacional de Preços ao Consumidor/Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), IGP-M/FGV (Índice Geral de Preços do Mercado/Fundação Getúlio Vargas), IPC/FIPE (Índice de Preços ao Consumidor/Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) e ICV/DIEESE (Índice do Custo de Vida/Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos).

Além do aumento nos salários, os trabalhadores em transportes reivindicam aumento no tíquete-refeição/diária para R$ 23,00, hoje esse benefício está em R$ 20,00, e o aumento na participação nos lucros e resultados (PLR) para o valor de um piso salarial da categoria, hoje a PLR é de R$ 1.500,00.

No setor urbano de Sorocaba e de Votorantim, a categoria reivindica a contratação de agentes de bordo em quantidade que iguale ao número de motoristas.

Protesto pelos direitos sociais

 A Central Única dos Trabalhadores (CUT), demais centrais e as Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, que congregam inúmeros movimentos sociais, de juventude e populares, irão realizar nesta quarta-feira (15) diversos protestos contra as reformas da Previdência e Trabalhista e a terceirização em todo o Brasil.

Profissionais da educação também vão parar

Os profissionais da educação  de Sorocaba e região também farão paralisação, nesta quarta-feira (15), contra a reforma da Previdência Social. Segundo informações da Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo) subsede Sorocaba, 70% vão aderir à greve, que vai durar o dia todo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Ouça a Rádio Cultura Votorantim