domingo, 24 de julho de 2016

Inscrições abertas para cursos gratuitos de música

Jornal Cruzeiro do Sul


Fim de Jogo

Jornal Cruzeiro do Sul


Em Votorantim, PDT lança Jair Cassola como candidato

Jornal Cruzeiro do Sul

Informação livre

Jornal Cruzeiro do Sul


Incêndio destrói grande área de vegetação e mobiliza bombeiros

Do G1 Sorocaba e Jundiaí


Bombeiros trabalharam para conter as chamas em Votorantim.
Causas são desconhecidas e não há risco de atingir imóveis.


 Equipe trabalhou no mesmo local de manhã por cerca de 40 minutos (Foto: Jorge Silva / Gazeta de Votorantim)

Bombeiros trabalham para controlar as chamas (Foto: Jorge Silva / Gazeta de Votorantim)


Um incêndio de grandes proporções que destruiu uma área verde na Vila Amorim mobilizou os bombeiros na tarde deste sábado (23), em Votorantim (SP). De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, uma equipe trabalhou no local para apagar as chamas que se espalham pelo mato próximo a prédios, mas não sem risco de atingir os imóveis.

Ainda segundo os bombeiros, uma equipe combateu o fogo no mesmo local de manhã por cerca de 40 minutos.

Assim como a ocorrência do período da tarde, as causas são desconhecidas. Porém, moradores contaram aos bombeiros que alguém deve ter ateado fogo no matagal. Ninguém ficou ferido.

Jair Cassola é oficializado candidato a prefeito em Votorantim

Jornal Ipanema

Divulgação


O ex-prefeito e empresário Jair Cassola (PDT) foi oficializado, neste sábado (23), como o candidato a prefeito da coligação “Votorantim na Mão Certa” para as eleições de outubro. A convenção, que formalizou a chapa que vai concorrer ao pleito, e que ainda tem Silvano Donizetti Mendes (PTB) como vice, ocorreu na Câmara Municipal.

O evento contou com a participação de autoridades e lideranças dos partidos que formam a coligação: PDT, PTB, PSL, PT, Rede, PC do B, PTN, Solidariedade e PRB.

Jair Cassola oficializa candidatura à Prefeitura de Votorantim

Jornal Cruzeiro do Sul
Anderson Oliveira
 
 Ao lado do ex-prefeito, concorre como vice Silvano Donizetti Mendes (PTB) - ERICK PINHEIRO

  
O mote da campanha de Cassola será levar à população sua história do longo dos dois mandatos como prefeito, entre 2000 e 2008 - ERICK PINHEIRO

Além do PDT e PTB, participam da coligação PSL, PT, Rede, PCdoB, PTN, Sdd e PRB. - ERICK PINHEIRO
O evento de lançamento da coligação Votorantim na Mão Certa ocorreu na Câmara do Municipal - ERICK PINHEIRO


A candidatura de Jair Cassola à Prefeitura de Votorantim foi oficializada na manhã do sábado (23) pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT). Ao lado do ex-prefeito, concorre como vice Silvano Donizetti Mendes (PTB). O evento de lançamento da coligação Votorantim na Mão Certa ocorreu na Câmara do Municipal e congrega nove partidos. 
O mote da campanha de Cassola será levar à população sua história do longo dos dois mandatos como prefeito, entre 2000 e 2008. Segundo o candidato, mesmo com poucos recursos foi possível executar diversas obras. "Quando assumi, o orçamento era de R$ 70 milhões ao ano e deixei com R$ 300 milhões, mas não tem obra", afirma. 
Para o candidato a vice, Silvano Donizetti, Cassola reúne boas características como candidato. "É empresário, o que é importante porque tem mais coragem", diz. A trajetória como prefeito em anos anteriores também mostra que o candidato está preparado, avalia. 
De acordo com o presidente do PDT, Heber Martins, a coligação reúne o melhor time e o candidato mais preparado. "Vamos trabalhar com base na verdade", afirma. Além do PDT e PTB, participam da coligação PSL, PT, Rede, PCdoB, PTN, Sdd e PRB. 
Leia a reportagem completa a partir do domingo (24) na Edição Digital, ou na versão impressa do jornal Cruzeiro do Sul.

Salvador na Maratona Aquática neste domingo

Diário de Sorocaba


sábado, 23 de julho de 2016

Fim de Jogo

Jornal Cruzeiro do Sul


PSOL abre hoje período de convenções em Sorocaba

Jornal Cruzeiro do Sul


Jovem é preso suspeito de torturar namorada por mais de 1 ano, em GO

Vanessa Martins
Do G1 GO

Delegado relatou que vítima de 17 anos tem cicatrizes por todo o corpo.
Investigador disse que adolescente era torturada quase todos os dias.

Adolescente foi torturada por mais de um ano em Santa Helena de Goiás (Foto: Reprodução/ TV Anhanguera)

Um jovem de 21 anos foi preso suspeito de torturar a namorada, de 17 anos, por mais de um ano em Santa Helena de Goiás, no sudoeste do estado. O delegado responsável pelo caso, Thiago Latorre, afirmou ao G1 que, em depoimento, a adolescente contou que apanhava quase todos os dias do namorado. O preso nega as agressões.

Latorre explicou que a situação foi descoberta por causa de um acidente de trânsito, no último dia 12 de julho, quando o casal sofreu ferimentos leves. Segundo ele, durante atendimento da ocorrência, o Corpo de Bombeiros notou machucados antigos e infeccionados na cabeça da vítima e a levaram para o Hospital de Urgências de Santa Helena de Goiás (Hurso).

“Eles viram um corte na cabeça dela e perguntaram o que havia acontecido, mas ela não contava. Policiais também tentaram conversar com ela, mas ela não dizia o que havia causado os cortes. O Conselho Tutelar foi acionado, por ela ser menor, mas também não conseguiram que ela explicasse o que havia acontecido”, contou.

Após investigações, o Conselho Tutelar conseguiu o contato da mãe da adolescente, que foi até a cidade para encontrar a filha e o Hurso deu alta para a paciente, na última segunda-feira (18).O delegado explicou que, com a presença da mãe, a vítima se sentiu mais segura para contar o que havia acontecido.

Segundo o investigador, a adolescente relatou que namorou o jovem cerca de seis meses, em Votorantim, antes dele levá-la para Santa Helena de Goiás. Também em depoimento, a vítima relatou que já havia sido agredida no início do relacionamento, mas quando ele a retirou de casa, as ações violentas se intensificaram.

“Ele passou a agredi-la com facão, faca, fero, arame, garrafa e mordidas. Ela tinha lesão no corpo todo e cicatrizes. Ele quebrava os dedos dela, que ficaram deformados por causa disso. No rosto, ela tem uma cicatriz muito grande por causa de uma garrafada que ele deu na cabeça dela. A vítima também estava bem magra porque ele não a alimentava direito e não a levava para o hospital depois das agressões, mesmo quando ela sangrava muito”, disse.


O delegado relatou que, por causa das cicatrizes, o autor só permitia que a vítima saísse de casa coberta por roupas longas, para esconder os machucados. O detido, segundo Latorre, também quase não permitia que ela falasse com a família e não deixava que a adolescente revelasse o local onde eles estavam.

A conselheira tutelar Divina Gadelha participou da operação e afirmou que ficou assustada ao ver como a vítima mudou. "Ela saiu uma menina linda de lá, como vimos por fotos, e depois encarar a situação em que estava. Com 20 kg a menos, toda cortada, toda machucada, com o rosto deformado", comentou.

A Polícia Civil prendeu o jovem na última segunda-feira e levado para o Centro de Inserção Social (CIS) de Santa Helena de Goiás.

“O autor tinha uma banquinha de CDs piratas e, para que ele fosse detido o quanto antes, ele foi autuado em flagrante por violação de direitos autorais. Depois a prisão dele foi convertida em preventiva. Ele foi indiciado por tortura e subtração de incapaz, que é quando tira um menor de casa sem a autorização dos pais. Ele também vai responder por desacato porque ameaçou conselheiras tutelares enquanto menor estava internada”, relatou.

Reencontro
A conselheira tutelar Rejane Teobaldo acompanhou o caso da adolescente e contou que mãe e filha ficaram emocionadas ao se verem pela primeira vez desde que foram afastadas. "As duas choraram muito. A mãe comentou que não via a filha há mais de um ano, foi uma cena muito emocionante. Depois desse encontro que a adolescente conseguiu contar tudo que aconteceu ao delegado", disse ao G1.

Também conforme Rejane, a adolescente já voltou para a casa dos pais acompanhada da mãe.

Paula Cavalciuk inicia turnê do primeiro álbum por Votorantim

Diário de Sorocaba



Após lançar seu aguardado álbum de estreia, “Morte & Vida”, a revelação sorocabana Paula Cavalciuk inicia pela vizinha cidade de Votorantim neste sábado (23) a turnê de shows de lançamento do novo trabalho. Cantora e banda mostram ao vivo o repertório do disco com esta e mais duas apresentações gratuitas já agendadas para a cidade de Piedade, no dia 30 (sábado) e em São Carlos, no dia 4 de agosto, no Teatro Municipal. Em Votorantim, esta noite, será às 20 horas, no Auditório Municipal “Francisco Beranger”, no Centro, ao lado do Terminal Rodoviário.

Para o primeiro show, a rapper Fernanda Teka divide os vocais com Paula na música “Colecionador de Opiniões”. Teka participa da faixa no álbum e promete ainda mais flow ao vivo. A parceria de Paula e Fernanda em “Colecionador” garantiu, aliás, o primeiro lugar no Prêmio Sorocaba de Música - Festival Nacional de MPB´2015 e é um dos exemplos da versatilidade estilística de “Morte & Vida” - que ainda traz sonoridades latinas, regionais e modernices.

Com expectativas altas do público e da mídia especializada, Paula Cavalciuk e banda seguem planejando novas datas, videoclipes e os próximos passos da divulgação de “Morte & Vida”. A banda de Paula Cavalciuk (composição, voz e percussão) é composta ainda por Vinícius Lima (voz, violão e guitarra), Gustavo Marques (guitarra), Gustavo Machado (baixo) e Ítalo Ribeiro (voz, bateria e mpc).

Paula Cavalciuk sobe ao palco hoje com 'Morte & vida'

Jornal Cruzeiro do Sul
Felipe Shikama

Show de lançamento do novo disco ocorre hoje no Teatro Municipal de Votorantim. A entrada é gratuita - CAMILA FONTENELE / DIVULGAÇÃO

Paula Cavalciuk tinha apenas 12 anos quando compôs sua primeira música e se pôs frente à plateia para apresentá-la. No centro do palco e ladeada por colegas dançarinos, ela cantava o Rap da dengue -- resultado de um projeto pedagógico da escola de Tapiraí -- com desenvoltura, até que lá pela terceira estrofe veio o "branco total". Constrangida por ter esquecido a letra, largou o microfone e saiu do palco correndo, com a autoconfiança devastada. A volta ao palco e à composição só ocorreria aos 25 anos, já morando em Sorocaba.

Hoje, dia em que comemora 31 anos de idade, Paula Cavalciuk espantará qualquer sombra de trauma com o show de seu primeiro álbum completo, intitulado Morte & vida. A apresentação ocorre às 20h no Teatro Municipal Francisco Beranger, em Votorantim, e tem entrada gratuita.

O álbum tem onze faixas autorais, inspiradas pelas idiossincrasias do cotidiano, como uma pessoa que vai embora, a escassez do tempo, a superficialidade das relações virtuais e os amores platônicos. Produzido com apoio do Programa de Ação Cultural (ProAC), o disco vem na sequência do elogiado EP Mapeia (2015) com produção musical de Gustavo Ruiz e Bruno Buarque, responsáveis por lapidar canções de artistas como Karina Buhr, Tulipa Ruiz e Anelis Assumpção. "Os trunfos moram nos detalhes. Na verdade, eles não fizeram muitas coisas, mas foram justamente esses detalhes, do arranjo, timbre e ambiência, que eles ajustaram e influenciaram positivamente no disco", comenta Paula.

Morte & vida foi gravado em março no estúdio Minduca, em São Paulo, em meio a um processo de "imersão" de Paula e seus parceiros de banda, Ítalo Ribeiro (voz, bateria e mpc), Vinícius Lima (voz, violão e guitarra) e Gustavo Machado (baixo). Por duas semanas, durante os dias, o grupo ensaiava e registrava as faixas do disco, enquanto à noite, deitados em colchonetes espalhados no chão do próprio estúdio, discutiam e sonhavam sobre linhas que seriam gravadas no dia seguinte. "A gente respirou todo o processo juntos e isso foi muito importante no resultado final", considera a cantora.

Se o álbum nasceu nos estúdios do Butantã, boa parte da sua gestação ocorreu na estrada, em meio a turnê de divulgação do EP Mapeia -- recomendado nas redes sociais por ninguém menos que Gilberto Gil --, que passou por palcos de São Paulo, Minas Gerais, Goiás e Santa Catarina. "Entraram no disco as músicas que a gente já estava tocando e que estavam com os arranjos bem desenvolvidos", explica Paula, citando que a escolha do repertório foi compartilhada com o namorado e parceiro musical Ítalo Ribeiro que, segundo ela, foi quem a encorajou a se assumir como compositora.

Aliás, Morte & vida traz a balada Ruína, que foi uma das primeiras composições de Paula depois do traumático Rap da dengue. O álbum também traz canções mais recentes, como Colecionador de opiniões, vencedora do Prêmio Sorocaba de Música de 2015 e o single Morte e vida uterina, lançado no mês passado com um videoclipe inspirado na campanha Por Todas Elas, em repúdio à cultura do estupro e à violência de gênero.

Ansiosa para mostrar ao vivo as músicas do disco, que estará à venda hoje a R$ 20 e pode ser baixado gratuitamente no site www.paulacavalciuk. com.br, Paula Cavalciuk faz questão de assinalar que o álbum solo, na verdade, é fruto de um trabalho coletivo, que envolveu não apenas os integrantes da banda, mas também os artistas sorocabanos Camila Fontenele e Daniel Bruson, responsáveis pelas fotos e arte do álbum, respectivamente.

Conhecida internacionalmente pelo projeto Todos podem ser Frida, a fotógrafa Camila Fontenele dirigiu o ensaio fotográfico na zona rural de Piedade, onde Paula viveu a infância ao lado dos avôs e os pais, já falecidos, antes de se mudar para Tapiraí. "Foi uma forma de me reconectar com o passado para nortear o presente", assinala ela, lembrando de avó de origem russa e das dificuldades que tinha para conseguir sintonizar uma estação de rádio. O clima denso do ensaio fotográfico, marcado por altas doses de carga emotiva, foi suavizado por padrões coloridos aplicados por Bruson. "A Camila pegou como referência o lado sério do disco, como a música Morte e vida uterina, mas também músicas com mais leveza, irônicas e bem humoradas e o Daniel acertou em cheio", detalha a artista.

Segundo Paula, Morte & vida é definido como um vasto leque de gêneros, que passa pelo tango de O poderoso café, o samba Sumiço e o rock Jezebel e traz referências de sonoridades como carimbó, na música Pará, e o reggae em Don"t wanna let you down. O resultado final do disco foi tão satisfatório que Paula pretende imprimir a mesma sonoridade no show de hoje, em Votorantim. Para isso, além de Ítalo Ribeiro, Vinícius Lima e Gustavo Machado, a apresentação terá participações especiais do guitarrista Gustavo Marques e da rapper Fernanda Teka, que participa do disco na faixa Colecionador de opiniões.

Serviço

A cantora Paula Cavalciuk faz show de lançamento do disco Morte & vida hoje, às 20h, no Teatro Municipal Francisco Beranger, em Votorantim. A entrada é gratuita. O teatro fica na rua avenida Vereador Newton Vieira Soares, 291

Mais de cem judocas são graduados em Votorantim

Diário de Sorocaba


Pedacinhos do Japão

Jornal Ipanema


Paula Cavalciuk

Jornal Ipanema


Arquivo aberto

Jornal Ipanema


Ouça a Rádio Cultura Votorantim